top of page

Renovámos a nossa certificação da pegada de carbono.


Em 2022, medimos e certificámos a pegada de carbono gerada pela entrega dos nossos vinhos nos armazéns de todos os distribuidores em todo o mundo. Em conjunto com a empresa chilena Carbon Neutral, a equipa de Marketing da adega Renacer realizou este estudo para realizar a nova medição.


Desde o nosso início, temos estado empenhados no ambiente e em 2011 fomos a primeira adega a certificar a pegada de carbono para todo o processo de transporte dos nossos vinhos.


O objectivo foi sempre o de calcular as emissões do transporte das nossas caixas de vinho da adega para os armazéns dos distribuidores e dos clientes por transporte terrestre e marítimo, e assim compensar as mesmas. A certificação renovada é "Carbon Neutral Delivery", e afirma que a adega consegue reduzir as emissões de CO2e geradas pela adega para zero toneladas.


Como é feito este cálculo? Existe uma metodologia internacional que inclui diferentes auditorias internas tendo em conta as fontes de emissões, considerando a abordagem operacional.


Como é compensado? Optámos por comprar títulos verdes para dois programas em que se investe o montante do custo de neutralização destas emissões: "Acre Amazonian Rainforest REDD+ Brasil" e "Project: Wind Power Portfolio, Chile".


Floresta Amazónica do Acre REDD+ Brasil visa evitar o desmatamento em 105.000 hectares de floresta tropical virgem na bacia amazónica, fornecendo às comunidades e grupos locais modelos alternativos de desenvolvimento económico que evitem a destruição da floresta. O projecto Wind Power, localizado no sul do Chile, gera toneladas de energia limpa para alimentar milhares de casas.


Comentarios


bottom of page